sábado, Setembro 10, 2011

As Nossas Festas de Verão

Os meses de Verão são marcados por inúmeras Festas e Romarias que decorrem no Concelho de Celorico de Basto, a par do que acontece por todo o nosso Minho.
Efectivamente o Minho manifesta, na sua globalidade, uma identidade cultural que o distingue claramente das outras províncias portuguesas.


As festas aos Santos Populares, S. Tiago e S. Pedro na Vila, a festa a Frei Bernardo de Vasconcelos no Corgo, Nossa Senhora da Oliveira em S. Clemente, Nossa Senhora do Calvelo em Fervença, o Clamor da Roda em Vale de Bouro, Nossa Senhora da Goma em Gagos, Nossa Senhora da Conceição em Fermil, o S. Bartolomeu no Rego e a "Lavoura dos Cães" e a Romaria ao Santuário de Nossa Senhora do Viso, são as mais marcantes e as que ao longo dos últimos anos juntam milhares de forasteiros, para acompanhar as cerimónias religiosas e o programa festivo.
Nas Festas do concelho, em honra de S. Tiago, o momento alto, é o cortejo de admirável riqueza etnográfica, por muitos considerado o mais vivo e apelativo cartaz das festas, com inúmeras pessoas a representar, mantendo viva algumas tradições e costumes das nossas freguesias. Como não podia deixar de ser, estas festividades culminam com uma espectacular sessão de fogo de artifício, que são também momentos aprazíveis e o ponto final condigno do Feriado Municipal.
As nossas Festas de Verão são excepcionalmente brilhantes, proporcionam momentos de franco convívio e alegria, permitem o encontro com os nossos emigrantes que neste período nos visitam e, indubitavelmente, são do agrado geral, uma vez que tem momentos espectaculares, onde tudo é belo e sedutor, desde as alvoradas, os gigantones e cabeçudos, as feiras, os concertos musicais, os grupos folclóricos, as procissões religiosas, os cortejos etnográficos, as concertinas e cantares ao desafio, a iluminação, os foguetes e no fim da festa todos querem ver o fogo de artifício...
A freguesia de S. Bartolomeu do Rego, concelho de Celorico de Basto, possui uma das mais curiosas tradições, cujas origens mergulham nos tempos mais remotos da nossa civilização.
Trata-se da "Lavoura dos Cães" e o culto de Artemisa, que decorre durante as Festas de S. Bartolomeu, padroeiro da freguesia, no dia 24 de Agosto.



Sem comentários: